25 fevereiro, 2015

Minha Torta de Folhas, legumes e frango

Ingredientes

Massa
2 ovos
12 colheres (sopa) Farinha de Trigo
02 colheres (sopa) queijo ralado
01 colher (sobremesa) orégano
01 colher (sopa) fermento
1/2 cebola media
02 xícaras Leite
1/2 xícara óleo
01 colher (chá) sal

Recheio
01 maço de folhas de cenoura
01 maço de folhas de beterraba
02 cenouras pequenas
06 azeitonas
1/2 peito de frango
caldo de um limão
Temperos
1/2 cebola média
01 talo de cebolinha
01 talo de coentro
1/2 pimentão pequeno
raspas de limão
pimenta do reino e sal a gosto


Modo de fazer

Massa
Bata todos os ingrediente no liquidificador, exceto o fermento. Desligue, acrescente o fermento e apenas misture no pulsar ou delicadamente a mão.
Unte uma forma e coloque metade da massa. Acrescente o recheio (sem molho e frio), distribua as cenouras e azeitonas sem caroço e cubra bem com a outra metade da massa.

Recheio
Coloque as folhas de cenoura, após bem lavadas, por 2 minutos numa panela de água fervente. Retire, coloque rapidamente numa vasilha com água gelada, deixe por 1 minuto e coloque numa peneira. Repita o mesmo processo para as folhas de beterraba. Aproveite a água fervente das folhas e cozinhe as cenouras cortadas em cubinhos. Corte o frango em pequenos cubos e deixe descansar no caldo do limão, enquanto pica as folhas. Corte os temperos bem pequenininhos.
Coloque óleo em uma frigideira grande, doure a cebola, acrescente o frango e refogue bem, acrescente os temperos, exceto as raspas de limão. Mexa bem e acrescente as folhas. Refogue e coloque um pouquinho da água das folhas. Acrescente, então, as raspas de limão e deixe cozinhar até amaciar as folhas

Observações: 

  1. O queijo ralado, a cebola e o orégano não alteram a consistência da massa, mas fica muito bom!
  2. Os tamanhos das colheres são de faqueiro padrão. 
  3. A forma de temperar o recheio é questão de gosto.
  4. As raspas de limão no molho são necessárias, pois suavizam o gosto das folhas de beterraba.
  5. No caso de não ter limão em casa, para o frango, substitua por vinagre.
  6. Retire os talos grossos das folhas de cenoura.
  7. O caldo onde voce branqueou (o processo chama-se assim) as folhas pode ser guardado para utilizar de varias maneiras. No feijão, arroz, molhos, sopas e qualquer receita onde necessite água.


23 fevereiro, 2015

Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS)






É uma educação destinada a preparar o futuro. Ela pretende nos tornar capazes de enfrentar os principais desafios da atualidade: a proteção ao meio ambiente, o respeito pela biodiversidade e a defesa dos direitos humanos.

Há pouco mais de 20 anos, a Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento lançava um apelo para que fosse adotado um "modo de desenvolvimento suscetível de responder às necessidades do presente sem comprometer a capacidade de resposta das gerações futuras diante de seus próprios problemas". Assim, encontrava-se resumida a essência do desenvolvimento sustentável: uma visão de longo prazo que nos incentiva a assumir nossas responsabilidades no presente e, ao mesmo tempo, no futuro.
A EDUCAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (EDS) FAZ SOBRESSAÍREM AS NOÇÕES DE PAZ, IGUALDADE E RESPEITO PELOS OUTROS, ASSIM COMO PELOS AMBIENTES NATURAL E SOCIAL
Essa tomada de consciência levou uma boa parte dos Estados membros a adotar, em 2000, os oito Objetivos do Milênio para o Desenvolvimento, que visam erradicar a pobreza extrema e a fome, melhorar a saúde da mãe e da criança, combater o HIV e a Aids, concretizar o ensino primário para todos, promover a igualdade entre os sexos e garantir um meio ambiente sustentável. Ora, estamos convencidos de que, sem o apoio da educação, nenhum desses objetivos será alcançado; por isso, em 2005, procedeu-se ao lançamento da Década das Nações Unidas para a Educação em favor do Desenvolvimento Sustentável (DEDS).

A EDS é uma proposta que busca preparar os estudantes das mais variadas latitudes para os grandes desafios contemporâneos, integrando as dimensões social, econômica, ambiental e cultural do desenvolvimento.

As bases para salvar o Yang-tse

Apesar de fornecer 40% dos cereais produzidos na China, 33% do algodão, 48% dos peixes de água doce e 40% da produção industrial do país, a bacia do rio Yang-tse também concentra 60% da poluição nacional, o que a torna, segundo o Instituto Shangri-la para Comunidades Sustentáveis (Sisc), a primeira fonte individual de poluição do Pacífico. Um projeto de avaliação das águas da bacia, monitorado pelo Sisc em parceria com o Ministério da Educação chinês e a Unesco, mobilizou em 2008 mais de 50 mil alunos nas 27 escolas primárias e secundárias de Sichuan (uma das províncias cortadas pelo rio) e das vizinhas Qinghai e Yunnan, assim como em Xangai, megalópole ao sul do estuário do Yang-tse.

Sob orientação dos professores, as crianças analisaram pela primeira vez na vida a qualidade da água. Resultado: índices de poluição alarmantes em vários pontos dessa região. Em reação a isso, alunos de Piankou (Sichuan) escreveram às autoridades municipais para propor uma gestão "mais científica" das 15 lixeiras das duas grandes artérias dessa cidade de 6.600 habitantes e a criação de um serviço moderno de coleta de lixo. Para surpresa geral, a prefeitura não só apoiou as propostas como também considerou a possibilidade de construir uma usina de tratamento das águas usadas, a fim de preservar o ecossistema. Os alunos distribuíram então um questionário à população sobre as medidas antipoluentes, que foram apoiadas por 89% dos moradores. 
"Esse projeto lançou as bases de um plano de saneamento da bacia do Yang-tse, permitindo também que, em parte, os alunos se livrassem do peso dos exames", comemora Fu Zhiping, professor de ecologia na Escola Normal Superior de Mianyang (Sichuan).
O novo modelo de educação torna os estudantes conscientes de sua interdependência em relação aos outros seres e à natureza.

Efetivamente, a EDS reorienta o aprendizado em vários níveis: em primeiro lugar, exige uma abordagem interdisciplinar, integrando as dimensões social, ambiental, econômica e cultural do desenvolvimento, assim como levando-nos a tomar consciência de nossa interdependência em relação às outras pessoas, ao mundo circundante e à natureza. Desse modo, ela pretende nos tornar capazes de enfrentar desafios da atua lidade, tais como proteção ao meio ambiente, respeito pela biodiversidade e defesa dos direitos humanos. Ela facilita, também, o desenvolvimento tanto do pensamento crítico quanto da capacidade de decisão e de resolução de problemas, ao mesmo tempo que incentiva o diálogo, o trabalho em equipe e o espírito de iniciativa. Por último - e este é, sem dúvida, o aspecto mais importante -, ela faz sobressaírem as noções de paz, igualdade e respeito pelos outros, assim como pelos ambientes natural e social. Em outras palavras, ela visa nos dar autonomia com a oferta de conhecimentos, competências e valores que façam de nós verdadeiros agentes da mudança.



A Conferência Mundial da Unesco sobre a Educação em Favor do Desenvolvimento Sustentável, realizada em Bonn (Alemanha), de 31 de março a 2 de abril deste ano, mostrou que numerosos países já implementaram quadros estratégicos inovadores em favor da EDS. A Década incentivou os países a repensar os objetivos da educação, os conteúdos dos programas escolares e as práticas pedagógicas em complementaridade com os esforços despendidos para realizar o Educação para Todos (EPT).

A Década tem engendrado uma série de iniciativas e de projetos que colocam em prática o EDS tanto no âmbito escolar quanto no extraescolar. Apesar disso, os progressos permanecem desiguais e devemos perseverar na sensibilização do público em geral. Hoje, devemos juntar nossas energias para que a EDS seja estabelecida como linha diretriz que permita melhorar a pertinência e a qualidade da educação graças ao compromisso de dirigentes políticos, de estabelecimentos de formação dos docentes, de universidades e de outros importantes parceiros. Devemos, igualmente, tirar proveito de todas as oportunidades para insistir sobre a centralidade da EDS.

A pedagogia das lonas verdes na Bolívia

A Bolívia possui uma das mais elevadas taxas de desmatamento do planeta. Uma intensa migração interna, direcionada para as terras férteis das planícies, e a ausência do tema meio ambiente no programa escolar boliviano são fortes obstáculos ao desenvolvimento sustentável. A fim de sensibilizar as populações para esse problema, a sucursal boliviana da organização Conservação Internacional (CI) promove uma pedagogia alternativa, baseada em atividades lúdicas.

Sob grandes toldos verdes, crianças com idades entre 6 e 11 anos veem espetáculos de marionetes e participam de jogos sobre a poluição e o meio ambiente, enquanto adultos observam exposições de cartazes sobre o tema. À noite, peças de teatro são encenadas nesses locais por jovens da comunidade, com base em textos escritos por eles próprios a partir de sugestões dos professores do programa. Lançado em 2000, o programa Lonas Verdes envolve 20 toldos, que já visitaram mais de cem comunidades indígenas situadas em regiões de grande biodiversidade. Promovido e administrado pela CI Bolívia e pela Associação Boliviana para a Conservação (Trópico), dispõe, para cada comunidade, de 15 pessoas - agrônomos, biólogos, guardas-florestais, professores e especialistas em comunicação -, na maioria voluntários. O projeto recebe uma verba anual de US$ 30 mil e é financiado pela Agência Norte-Americana para o Desenvolvimento Internacional (Said) e pelo Serviço Nacional dos Parques Protegidos (Sernap). 
"São os alunos, professores e guardas-florestais da região que decidem os mitos, as histórias e os desenhos a serem usados nos materiais educativos", afirma Eduardo Forno, diretor da CI Bolívia e iniciador do projeto. "Em seguida, antes de serem distribuídos nas escolas, os jogos são fabricados na cidade por carpinteiros e artistas. A adequação do conteúdo é controlada por especialistas."
A crise financeira e econômica nos induz a aplicá- la sem mais tardar. Não conseguiremos reduzir a pobreza e construir sociedades mais equitativas, duradouras e focalizadas na paz se não dotarmos os indivíduos, em todas as épocas da vida, com conhecimentos, competências e valores que lhes permitam informar-se e tomar decisões de maneira responsável. Uma educação de qualidade que facilite a tomada de consciência, a abertura, a solidariedade e a responsabilidade deve fazer parte de qualquer resposta à atual crise mundial.

A mobilização de alunos, professores, escolas e comunidades para enfrentar os desafios sociais e ambientais constitui o primeiro passo para superá-los. Mas, acima de tudo, é necessário que os dirigentes e os tomadores de decisão estabeleçam as condições indispensáveis a fim de que a educação se oriente para a construção de uma maior equidade entre as sociedades.

A mobilização de alunos, professores, escolas e comunidades para encarar os desafios sociais e ambientais é passo indispensável para a superação da atual crise.

Desafios e esperança no mundo árabe

Uma das personalidades mundiais envolvidas na disseminação da Educação para o Desenvolvimento Sustentável, a rainha Rania, da Jordânia, fala a seguir sobre as perspectivas da implantação desses conceitos em seu país e no mundo árabe. 
"A EDS tornou-se um imperativo tanto na Jordânia quanto nos outros países árabes. Embora tenha deixado de ser uma abstração, o desenvolvimento sustentável ainda não faz parte dos hábitos adquiridos da população. Temos de prosseguir a sensibilização nas escolas e universidades, assim como no âmago dos setores público e privado, se quisermos tirar o máximo proveito de nossos preciosos recursos naturais e oferecer um futuro mais promissor a nossos jovens. Para seu desenvolver, o mundo árabe tem de enfrentar desafios gigantescos: 5,7 milhões de nossas crianças estão fora da escola e 8,9 milhões de jovens são analfabetos. Além disso, somente um em cada quatro jovens tem emprego. Cerca de 60% dos habitantes de nossa região têm menos de 30 anos, número que se eleva a 70 milhões de jovens no mundo árabe. Essa faixa da população precisa de nossa ajuda a fim de se preparar para a vida adulta. Isso significa que, desde agora, devemos criar postos de trabalho; esses jovens devem adquirir competências e ferramentas, a fim de se tornar competitivos em nível regional e mundial. Em nossa opinião, a pedra angular desse processo é a EDS. Estou satisfeita com os progressos já realizados nesse domínio. Em 2008, alguns empresários criaram o Grupo dos Dirigentes Árabes em Favor do Desenvolvimento Sustentável, cuja presidência tenho a honra de ocupar. Além de publicarem relatórios sobre o desenvolvimento sustentável e mobilizarem a sociedade civil e outros empresários, seus membros orientaram sua atividade de modo a promover a vitalidade econômica, a integridade ecológica e a equidade social. Esses pioneiros nos mostram o caminho a seguir, mas ainda nos resta percorrer um longo trajeto."

Fonte: revistaplaneta

22 fevereiro, 2015

Receitas com folhas de cenoura - Torta

Torta de Folhas 2
Ingredientes
1 xícara de farinha de trigo
½ xícara de farinha integral
2 xícaras (chá) de água
1 xícaras (chá) de óleo
3 ovos
1 colher (sobremesa) de fermento químico em pó
sal
1 cebola picada
folhas de um molho de brócolis
folhas de um molho de cenouras
folhas de couve-flor

Modo de preparo
Pique as folhas de cenoura, brócolis e couve flor.
Frite a cebola, junte as folhas picadas, acrescente uma pitada de sal e refogue um pouco até que as folhas fiquem um pouco murchas.
Em um liquidificador, junte os ovos, a água, o óleo, a farinha de trigo, a farinha integral, 1 colher de sobremesa de sal e o fermento e bata.

Em uma fôrma untada despeje a metade da massa, acrescente as folhas e cubra com a outra metade. Asse em forno pré-aquecido por 30 minutos a uma temperatura de 180°.

Fonte: clickgratis

21 fevereiro, 2015

No prato que se encontra a prevenção das doenças

Nas prateleiras das farmácias estão os tratamentos de grande parte das doenças que afligem o mundo moderno. Porém, é no prato que se encontra a prevenção e, dependendo do mal, até a cura. Associados a problemas como diabetes, obesidade, gastrite e hipertensão, entre outros, os alimentos têm um papel ainda maior para a saúde e o desequilíbrio do organismo do que a medicina ocidental apregoava. Pesquisas recentes indicam que uma dieta inadequada está associada a outras moléstias que não as metabólicas. Até distúrbios mentais entram na conta.
“Através dos tempos, homens e animais aprenderam como manter e restaurar a boa saúde ingerindo alimentos que melhoram o sistema de defesa do organismo. Não podemos nos esquecer dessas lições”, defende o imunologista indiano Anil Kulkarni, professor do Departamento de Cirurgia da Universidade de Ciências da Saúde do Texas (EUA) e pesquisador de alimentos funcionais. 
Nascido na área rural do país asiático, foi lá que ele notou, pela primeira vez, o impacto da dieta na saúde e na doença.

Kulkarni foi criado na cultura ayurveda, que tem mais de 7 mil anos e se sustenta em pilares como alimentação, massagens, meditação e prática de yoga. 
“Meu avô tinha uma indústria de ervas e temperos. Quando ingeridos diariamente, eles podem melhorar a fisiologia, aumentando a produção de células sanguíneas e impactando na saúde em geral. Os médicos precisam se envolver com a defesa da alimentação apropriada como prevenção de doenças”, diz.
Assim também pensa Jerome Sarris, psiquiatra da Universidade de Melbourne e integrante da Sociedade de Pesquisa Internacional em Psiquiatria Nutricional.
No mês passado, ele publicou na revista The Lancet Psychiatry um artigo no qual defende que a dieta é uma peça-chave para o tratamento de males como depressão e transtorno bipolar.
“É hora de os médicos considerarem a dieta e os suplementos alimentares como parte do pacote de tratamento para dar conta da enorme epidemia mundial de doenças mentais.  Os determinantes da saúde mental são complexos, mas, cada vez mais, há um corpo de evidências sobre a importância da nutrição e sua implicação na incidência de distúrbios mentais. A nutrição é tão importante para a psiquiatria quanto é para a cardiologia, a endocrinologia e a gastroenterologia”, afirma Sarris. 
De acordo com ele, estudos têm mostrado que ômega-3, vitamina B (especialmente folato e B12), colina, ferro, zinco, magnésio, vitamina D, aminoácidos, entre outros nutrientes, influenciam na produção de neurotransmissores, as substâncias que, em desequilíbrio, provocam uma série de distúrbios mentais. O médico cita, inclusive, uma pesquisa do ano passado que mostrou como uma dieta pobre em nutrientes seguida por gestantes está associada a futuras crises de depressão e ansiedade nos filhos.

Pulmões
A saúde pulmonar também está diretamente associada à nutrição, de acordo com um estudo publicado recentemente no British Medical Journal. Depois de analisar dados de 120 mil pessoas que participaram de estudos nacionais de saúde entre 1984 e 2000, pesquisadores da França e dos Estados Unidos constataram que a ingestão de grãos integrais, gorduras polissaturadas e nozes, assim como a baixa ingestão de carne vermelha, grãos refinados, açúcar e embutidos diminui o risco de doença crônica pulmonar. Mesmo os fumantes beneficiam-se. “Nossos resultados encorajam os clínicos a considerar o papel potencial dos alimentos para a promoção da saúde pulmonar”, destacaram os autores do estudo.

A nutricionista Cecília Gravatá, especialista em nutrição clínica e terapia nutricional, diz que os alimentos funcionais produzem efeitos benéficos para a saúde como um todo, da cabeça aos pés, porque influenciam nos processos metabólicos que regem o corpo humano. 
“O alimento, ou composto, pode auxiliar em várias patologias presentes em todos os órgãos humanos, como compulsão alimentar, fadiga, deficit de concentração e memória, hiperatividade, disfunções do sono, dores de cabeça e enxaquecas, disfunções gástricas e problemas digestivos”, enumera.

ENTREVISTA
Catharina Walzberg, neuropata

Desintoxicação deve ser constante 
Aos 12 anos, Catharina Walzberg, nascida na Alemanha em 1934, já gostava de preparar chás medicinais, fazer compressas em entorses e massagens na coluna da mãe. O gosto pela área da saúde foi herdado por três gerações de médicos na família. O avô era naturopata, uma visão humanista da medicina que defende a prevenção e a cura de doenças por meio, principalmente, da alimentação. Em casa, o princípio era aplicado com seriedade de forma que, segundo Catharina, ninguém jamais precisou tomar remédios durante a infância.

Os conhecimentos repassados pelo avô e as leituras vorazes sobre o tema levaram a alemã a se tornar uma naturopata autodidata. Catharina experimentava, nela mesma, os tratamentos indicados por médicos europeus, onde essa prática é difundida há muito tempo. Na década de 1960, morando no Brasil, conheceu um médico que se encantou pela filosofia trazida pela alemã na bagagem. Com a ajuda dele — que de amigo passou a marido —, ela montou uma clínica de medicina natural no interior de São Paulo.

Quarenta anos depois, a clínica é um espaço de 50 mil metros quadrados que recebe pacientes como o médico e ex-ministro da Saúde Saraiva Felipe, autor da introdução do livro Você pode ter saúde, basta querer, escrito por Catharina. Em entrevista ao Correio, ela defende que, para ter saúde, é preciso desintoxicar o corpo sempre, e não apenas no período pós-festas.

Garantindo que o segredo de uma vida longe de doenças passa necessariamente pelo prato, a naturopata diz que os profissionais da saúde começam a se render à importância da dieta como forma de prevenção, mas chama a atenção: 
“Precisa aumentar o número de médicos que têm a compreensão do enorme valor de uma dieta natural para o doente, até mesmo para aumentar a eficácia dos medicamentos que prescrevem”. 
No início do ano, muitas pessoas adotaram dietas detox por causa dos excessos. O jejum e a desintoxicação deveriam fazer parte da realidade do ano todo?
Deveriam, sim. Nosso organismo precisa ser desintoxicado constantemente e, para isso, tem um mecanismo próprio, que só entra em ação quando não estamos digerindo alimentos. Coisa que geralmente só acontece de madrugada, por poucas horas, o que não é suficiente para mantê-lo livre de matérias tóxicas. Por esse motivo, costumamos orientar os nossos pacientes a fazer uma dieta exclusivamente líquida em um dia em cada semana e seguir uma dieta vegetariana e natural nos outros dias.

Hoje em dia, quase ninguém pode se alimentar em casa. Com essa rotina corrida, é possível seguir os princípios naturopatas na alimentação?
É mais difícil, mas possível. O desjejum pode ser tomado em casa, se a pessoa se dispõe a levantar mais cedo e beber um a dois copos de água para abrir o apetite. Iniciar com duas a três frutas — 200 a 300g. Depois, um mingau de flocos de aveia, quinua ou amaranto com banana, maçã ralada, nozes ou castanhas picadas, passas, iogurte, limão e mel, tudo cru. Em seguida, uma ou duas fatias de pão integral com patê de leguminosas ou azeitonas, ou com doce caseiro de banana ou frutas secas, sem açúcar. Para beber, uma xícara de chá de ervas ou leite vegetal. No almoço, está cada vez mais fácil encontrar um restaurante vegetariano ou um que tenha bufê para escolher os alimentos mais saudáveis. Para o jantar, se não for possível se alimentar em casa, será útil levar de casa, em um isopor, algumas frutas, sanduíches naturais, frutas secas e nozes. Conheço inúmeras pessoas que fazem isso e se sentem muito bem, dispostas e leves para trabalhar.

A senhora acredita que os médicos estão mais preocupados em pesquisar a influência da dieta na prevenção de doenças?
Sim, alguns acreditam e orientam os pacientes nesse sentido. Outros aconselham consultar-se com uma nutricionista “funcional”. São nutricionistas com pós-graduação em alimentos terapêuticos. Mas ainda precisa aumentar o número de médicos que têm a compreensão do enorme valor de uma dieta natural para o doente, até mesmo para aumentar a eficácia dos medicamentos que prescrevem.

Poderia dar exemplos de como a alimentação preventiva ajuda no combate a doenças?
Os benefícios já são sensíveis após um a dois meses, e incluem a perda do excesso de peso, a normalização da pressão arterial, a redução da glicemia no diabetes 2, a regulagem da função intestinal, a superação da gastrite e da colite crônica, a melhora da fibromialgia e das doenças reumáticas, a redução do ácido úrico, do mau colesterol e dos triglicérides, a vitória sobre as dores de cabeça crônicas, a acne. Enfim, um bem-estar geral, uma nova vitalidade e uma energia inéditas. Parece que o corpo suspira aliviado com o novo “combustível” que a pessoa está fornecendo e põe todos os sistemas orgânicos a funcionar como devem, especialmente o imunológico, responsável pela prevenção de infecções e alergias.

É possível pensar em saúde sem ser de maneira holística?
Pode tentar, mas não vai conseguir. Nosso corpo é todo interligado na área física, emocional e espiritual. E nossas células, que formam todos os órgãos e glândulas dessa máquina viva maravilhosa, precisam estar bem cuidadas para exercer suas funções da maneira correta. Se estiverem desnutridas ou intoxicadas, nenhum medicamento, seja ele alopático ou natural, vai nos devolver a saúde.

Fonte: diariodepernambuco

20 fevereiro, 2015

Versão mais potente do HIV identificada em Cuba


Cientistas identificaram uma cepa do vírus HIV mais rápida e agressiva que encurta em 7 anos o tempo de manifestação da doença.
Dentro do corpo humano, a linhagem conhecida como CRF19 é capaz de evoluir três vezes mais rápido que outros subtipos. Pode levar à Aids em menos de três anos, sendo que o tempo médio para a manifestação da doença é de 10 anos. O CRF19 foi detectado pela primeira vez em partes da África em 2005, mas recentemente causou o que parece ser uma epidemia em Cuba.

“Os médicos cubanos notaram que havia mais e mais pacientes que estavam progredindo para a Aids muito mais rápido do que estavam acostumados”, explicou Anne-Mieke Vandamme, professora do Instituto Rega de Pesquisas Médicas, na Bélgica, e responsável pela detecção da nova cepa, à Voice of America. A pesquisa, publicada na revista EbioMedicine, também contou com a participação de cientistas portugueses, colombianos, cubanos e de um especialista do Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, da Fiocruz.

O CRF19 já é a terceira cepa mais comum no país latino, afetando entre 17% e 20% dos infectados pelo vírus da Aids. No entanto, os pesquisadores atestam que nenhum dos contaminados pela nova cepa apresentou resistência maior ao tratamento com antirretrovirais disponível. De acordo com Vivian Kourí, do Instituto de Medicina Tropical de Havana e participante do estudo, a possibilidade de que a terapia tradicional seja eficaz ainda é a mesma.

Entre os infectados com a nova cepa, uma parte significativa dos pacientes é heterossexual e relatou uma tendência menor a usar proteção durante as relações sexuais. O novo cenário preocupa os médicos, pois muitos pacientes podem ter desenvolvido a doença antes mesmo de saber que foram infectados pelo vírus HIV. Várias das pessoas incluídas no estudo — infectadas pela nova cepa e pelas já conhecidas — relataram que foram submetidas a testes que deram falsos negativos um ou dois anos antes de terem a doença manifestada.

Os testes tradicionais de HIV só costumam detectar o vírus algumas semanas depois da infecção, o que pode causar alguns falsos negativos antes do diagnóstico final da doença. Depois que aparecem os primeiros sintomas, muito semelhantes aos de uma gripe, o vírus costuma entrar em um período latente, durante o qual se multiplica no corpo sem dar sinais da contaminação. Esse prazo de instalação do HIV pode levar até 10 anos, até que a Aids se desenvolva e afete o sistema imunológico do paciente.

Rearranjo
O estudo analisou amostras de sangue de 95 infectados: 52 que sofreram uma rápida progressão da Aids, 22 que não tinham desenvolvido a síndrome e 22 que haviam sido diagnosticados com a doença há muito tempo. Os pesquisadores identificaram a nova cepa em nove, todos integrantes do grupo que chegou à doença antes do previsto. “Esse estudo mostra, pela primeira vez, a associação de uma variedade do HIV que circula em Cuba com a rápida progressão para a Aids”, declarou Kourí.

Analisando os casos a fundo, os pesquisadores descobriram que o CRF19 é uma combinação dos subtipos A, D e G do HIV. “Acredita-se que essa recombinação pode gerar uma cepa mais patogênica se os fragmentos genômicos de diferentes subtipos se unirem em um vírus que se replique com mais facilidade, mas nenhuma evidência para isso havia sido encontrada”, ressalta o estudo divulgado na EbioMedicine,

A combinação teria dado ao patógeno a capacidade de acionar uma carga viral bastante alta ao organismo humano, acelerando, assim, a resposta imune. Mas, em vez de combater o vírus invasor, a produção acelerada de linfócitos acaba instalando o HIV ainda mais rápido, pois o vírus se multiplica justamente nas células de defesa.

Segundo Vandamme, há dois tipos de correceptores que o HIV pode usar nesse processo: o CCR5 e o CXR4. “Na progressão normal do HIV para a Aids, geralmente o vírus quase sempre começa usando o CCR5 e, então, muda, para o CXCR4 depois de muitos anos. Depois disso, a progressão para a Aids acontece muito rápido”, ensina. O processo no caso da contaminação pelo CRF19 parece ser mais ágil, acreditam os cientistas.

18 mil em tratamento
Com uma população de 11,1 milhões de pessoas, Cuba registrou 22 mil casos de Aids, sendo que 18 mil infectados sobrevivem com a ajuda de tratamento. Entre 1,2 mil e 1,8 mil pessoas são diagnosticadas com o vírus HIV no país todos os anos, das quais de 13% a 16% acabam desenvolvendo a Aids.

Molécula artificial pode virar vacina

Uma equipe de cientistas dos EUA testou em macacos uma substância contra o vírus da Aids que apresentou resultados promissores. Trata-se de uma molécula artificial que imita um anticorpo do sistema imune humano e se mostrou eficiente durante mais de oito meses de teste. Os resultados, publicados na edição desta semana da revista Nature, abrem a perspectiva para o desenvolvimento de uma vacina.

Os cientistas desenvolveram a molécula eCD4-Ig com base no mecanismo de infecção do vírus. O medicamento é feito a partir dos mesmos receptores usados pelo HIV para invadir as células de proteção do corpo e se reproduzir. A molécula combina as chaves celulares com um fragmento de anticorpo, criando uma armadilha para o vírus. O HIV é “enganado”, conectando-se ao medicamento por conta própria, como se estivesse invadindo um leucócito. Assim, é neutralizado pelo anticorpo artificial.

No laboratório, a eCH4-Ig teve um desempenho superior a todos os anticorpos naturais atualmente usados para combater o patógeno. Para testar o composto em animais, os pesquisadores uniram a molécula artificial a um vírus inofensivo e vacinaram quatro macacos. A substância foi produzida dentro do corpo das cobaias, instalando um sistema de defesa.

Durante 34 semanas, os bichos receberam injeções com alta dose do SIV, a versão símia do HIV, mas nenhum dos animais foi infectado. Todos os macacos que não foram vacinados com a nova molécula morreram ao serem submetidos à mesma dose do vírus. “Desenvolvemos um inibidor muito poderoso e de espectro muito amplo que atua sobre o HIV-1, o principal vírus da Aids presente no mundo”, explicou à Agência France-Presse Michel Farzan, um dos cientistas que coordenou os experimentos.

Novos testes
O vírus recombinante adeno-associado (AAV) foi o escolhido para se combinar à molécula criada. Ele não causa danos em humanos e pode ter efeitos prolongados. Já a substância desenvolvida é fruto de vários anos de pesquisa realizada principalmente pelo Scripps Research Institute, um centro de pesquisa sem fins lucrativos com sede na Flórida. “É muito criativo. Trata-se de um avanço”, anima-se a pesquisadora Nancy Haigwood, da Oregon Health & Science University, em um artigo publicado na mesma edição da Nature.

O grupo espera realizar mais experimentos em cobaias antes de passar para os humanos. “Precisamos fazer muitos outros estudos em macacos para ver se acontece algo de estranho”, ressalta Farzan. Mas os pesquisadores já adiantam que, por ser artificial, a molécula deve ser mais resistente às mutações do HIV do que os anticorpos naturais usados em pesquisas contra o vírus.

"Desenvolvemos um inibidor muito poderoso e de espectro muito amplo que atua sobre o HIV-1, o principal vírus da Aids presente no mundo” - Michel Farzan, integrante da pesquisa

Fonte: diariodepernambuco

Aumenta número de enterros sem precauções em países afetados por ebola

Serra Leoa e Guiné, atingidas por uma epidemia de febre hemorrágica ebola, registrou recentemente um aumento dos funerais sem precauções, podendo assim contribuir para a propagação da doença, alertou nesta quinta-feira (19/02) a Organização Mundial da Saúde (OMS). 
Guiné listou 39 enterros em situação de risco e Serra Leoa registrou 45 na semana encerrada em 15 de fevereiro, de acordo com um relatório da OMS divulgado na quarta-feira.

Cuidados adequados com os cadáveres altamente contagiosos de pacientes com ebola são fundamentais para evitar mais contaminação, que pode ocorrer durante o tradicional banho mortuário. A OMS também chamou a atenção dos centros de tratamento especializados em caso de sintomas, observando que mais de 40 novos casos confirmados de ebola só foram identificados nos dois países após a morte das pessoas infectadas em suas comunidades de origem.

"Essas pessoas não receberam o tratamento que poderia ter salvo suas vidas, e além disso outros membros da comunidade estiveram em perigo de exposição ao ebola", apontou a agência da ONU. Segundo a OMS, o número de "incidentes de segurança" também aumentou na Libéria durante a semana passada depois de rumores de que o vírus estava nas seringas utilizadas para vacinações de rotina.

Até 15 de fevereiro, pelo menos 23.253 pessoas haviam sido infectadas com o ebola, dentre as quais pelo menos 9.380 morreram, em sua maioria em Serra Leoa, Guiné e Libéria, segundo dados oficiais, provavelmente, muito abaixo da realidade.

Na semana passada, Guiné relatou 52 novos casos confirmados e Serra Leoa, 74, uma ligeira diminuição em ambos os países em relação à semana anterior. Libéria, que durante muito tempo foi o país mais afetado pela epidemia, relatou apenas dois novos casos.

A epidemia no oeste africano, a pior desde a identificação do vírus na África Central em 1976, teve início em dezembro de 2013, no sul da Guiné.

O vírus é transmitido pelo contato direto com fluidos corporais de pacientes com sintomas como febre, vômitos e sangramento.

Fonte: diariodepernambuco

Égua morta ainda não foi retirada da Lagoa do Araçá


Após passar três dias abandonada e não ser recolhida pelo Centro de Vigilância Ambiental (CVA), uma égua morreu na Lagoa do Araçá, Imbiribeira. O serviço de recolhimento está suspenso desde janeiro. Segundo o comerciante Roberto Urbano, o animal apareceu na Rua Nicolau Copérnico, ferido e sem conseguir se levantar, no dia 9, e morreu no dia 12.

“Telefonamos para os bombeiros, o CVA e a Secretaria-Executiva dos Direitos dos Animais (Seda). Os bombeiros vieram, mas disseram que era com o CVA, que não atendeu nossa demanda”, disse Roberto.
Um grupo de defensores de animais montou uma estrutura com madeira e tecidos para manter a égua em pé, e conseguiu medicamentos, água e alimento. À noite, o animal era atacado por morcegos e caranguejos.

A carcaça permanecia no local até ontem. Moradores próximos contaram que a Emlurb foi ao local e informou que até hoje mandaria um trator para cavar um buraco e enterrar os restos. Não havia como retirá-los por causa da decomposição. O Diario tentou falar com a Emlurb, mas não teve retorno.

O abrigo usado pelo CVA foi interditado após ser detectado mormo, doença equina incurável. Três baias também passam por reforma e a expectativa, de acordo com o gerente do CVA, Jurandir Almeida, é retomar o serviço em duas semanas.

Fonte: diariodepernambuco

19 fevereiro, 2015

Receitas com folhas de cenoura - Torta

Torta de Folhas 1
Ingredientes
1 xícara de farinha de trigo
½ xícara de farinha integral
2 xícaras de água
1 xícara de óleo ou manteiga
3 ovos
1 colher de fermento sal
1 cebola picada
folhas de um molho de cenouras
2 tomates
2 dentes de alho
1 pimentão 
Modo de preparo
Refogue a cebola, junte as folhas cozidas e picadas, acrescente uma pitada de sal e orégano. Reserve.
Em uma tigela, junte os ovos, a água, o óleo ou manteiga, a farinha de trigo, a farinha integral, uma colher de sobremesa de sal e o fermento e bata.
Junte ao refogado das folhas, o pimentão, o tomate e o alho bem picados e crus. Acrescente à massa esta mistura.
Despeje a massa em forma untada e asse em forno pré aquecido.

Fonte: ecosdarede

18 fevereiro, 2015

Métodos Anticoncepcionais - Ligadura de Trompas


A Ligadura de Trompas é uma cirurgia, realizada na mulher, através da qual são amarradas e cortadas as trompas impedindo que o óvulo se encontre com o espermatozóide.

É feita por via vaginal ou abdominal com anestesia local ou de bloqueio(peridural ou raquídea) - depende do método da cirurgia. Normalmente a mulher é internada para realizar a operação.

Por ser um método bastante eficaz e irreversível, algumas mulheres devem pensar muito antes de fazer ligadura de trompas:

* as que tem menos de 35 anos (ao menos que tenha problemas de saúde);
* se é solteira;
* se não tem filhos ou tem certeza de que não quer ter mais.

EFICÁCIA: o fracasso varia de quatro mulheres entre mil. 

Fonte: oceventos

17 fevereiro, 2015

Métodos Anticoncepcionais - Vasectomia


A vasectomia é uma operação realizada nos homens que consiste em cortar os canais deferentes para evitar que os espermatozóides possam se unir com o óvulo. É feito um pequeno corte nos testículos, usando anestesia local - dura cerca de 20 minutos.

Essa cirurgia não é aconselhada para homens que não têm certeza de que não querem mais ter filhos, para solteiros e também no caso de ter menos de 35 anos ( a não ser que seja casado e a gravidez implique em arriscar a saúde da mulher ).

A operação é bastante segura, não interfere nas relações e nem no desejo sexual e também não é mais necessário se preocupar com outros métodos anticoncepcionais.

Como toda cirurgia, a vasectomia possui algumas desvantagens:

* É irreversível e permanente, portanto a decisão por vasectomia precisa ser bem pensada pelo casal;
* Não oferece proteção imediata por isso é necessário utilizar, por um tempo, outros métodos até que os espermatozóides armazenados sejam expelidos (30 ejaculações);
* O homem pode sentir um pouco de desconforto durante e depois da cirurgia;
* Depois da operação pode ocorrer infecções - que são tratadas pelo médico.

EFICÁCIA: o fracasso varia de 3 pessoas entre mil por ano

Fonte: oceventos

16 fevereiro, 2015

Métodos Anticoncepcionais - D.I.U.

O DIU (Dispositivo intra-uterino) é um aparelho que é colocado dentro do útero da mulher. O mais usado é o T de cobre que afeta os espermatozóides, matando-os ou diminuindo sua movimentação. Altera também o muco cervical, a cavidade uterina e a movimentação das trompas.

Deve ser colocado durante a menstruação e dura pelo menos quatro anos. Pode aumentar a quantidade e a duração do sangramento menstrual como também provocar anemia, cólicas, inflamações ginecológicas e corrimentos.

A principal vantagem do DIU é que não exige disciplina da mulher. É um método eficaz, reversível (a mulher pode ficar grávida quando retirar o aparelho), não interfere nas relações sexuais e pode ser usado durante a amamentação. A mulher não pode esquecer que para colocar e retirar o DIU é preciso de intervenção médica.


Não devem usar:

* quem está grávida ou suspeita estar;
* quem tem ou já teve infecção nas trompas;
* quem tem anormalidades no útero;
* quem tem menstruações muito abundantes;
* quem já teve uma gravidez nas trompas;
* quem tem anemia;
* quem tem câncer ginecológico;
* quem tem sangramento vaginal de origem desconhecida;
* quem nunca teve filho;
* quem tem alergia ao cobre;
* quem tem risco de contrair uma doença sexualmente transmissível.

EFICÁCIA: Para os dois tipos de DIU:

* Tcu 200 - o fracasso varia de 1-5%
* Tcu 380 - o fracasso varia de 0,3 a 1%

Fonte: oceventos

Receitas com folhas de cenoura - Suflê

Suflê de Folhas
Ingredientes2 ramas de folhas cozidas e picadas *2 colheres de manteiga2 colheres de trigo1 xícara de leite2 ovos inteiros1 colher de fermento em póSal a gosto
Modo de preparo
Faça um molho branco: derreta a manteiga, junte o trigo e doure, acrescente o leite, sempre mexendo para não empelotar.
Deixe esfriar e acrescente as gemas. Misture com as folhas e junte o fermento e o sal. Bata as claras em neve e misture-as delicadamente. Coloque em pirex untado e enfarinhado e leve ao forno quente até dourar.


*Podem ser usadas folhas de cenoura, couve-flor, brócoli, rabanete, nabo, entre outros.

Fonte: ecosdarede          

15 fevereiro, 2015

Métodos Anticoncepcionais - Injetáveis


São hormônios injetáveis, que podem ser mensal ou trimestral.
Na aplicação mensal é injetado dois hormônios (estrógeno e progesterona), enquanto que na trimestral é aplicado somente o progesterona. Esse método funciona impedindo a ovulação, provoca alterações no muco cervical e alteração no endométrio.
As injeções são bastante eficazes, não interferem nas relações sexuais e só necessita que a mulher se lembre da data da nova aplicação.
Como a mulher recebe doses altas de hormônio é preciso estar atenta aos efeitos colaterais que são: falta de menstruação; menstruações mais longas ou sangramentos entre as menstruações; aumento de peso; dores de cabeça; demora vários meses para poder ficar grávida depois de suspender o uso.
Existem algumas precauções quanto ao uso, portanto não devem utilizar as injeções quem tem câncer no seio ou ginecológico; quem tem sangramento vaginal anormal; problemas no coração; doença no fígado; quem não teve filho, quem não pode tolerar a falta de menstruações; quem está grávida ou suspeita estar.

EFICÁCIA: o fracasso varia de três a quatro pessoas entre mil.

Fonte: oceventos

14 fevereiro, 2015

Métodos Anticoncepcionais - Pílulas anticoncepcionais

As pílulas são hormônios (substâncias químicas) parecidos com hormônios que a mulher possui em seu corpo e que provocam mudanças no funcionamento do aparelho genital: impedem a ovulação (saída do óvulo). Produzem também alterações no muco cervical, no endométrio e na movimentação das trompas.

Existem 2 tipos de pílulas:

Minipílula:
    Feita com apenas um hormônio - Progesterona (em pequenas doses). Ela é tomada todos os dias, sem intervalo. É indicada especialmente para o período de amamentação. 

Pílulas Combinadas:
    Feitas com 2 tipos de hormônio - Estrógeno e Progesterona. 

Toma-se o primeiro comprimido no quinto dia da menstruação e continua tomando até o fim da cartela (sempre no mesmo horário). Quando a cartela acaba fica-se sete dias sem tomar e volta no oitavo dia com uma cartela nova. A menstruação virá nesse intervalo de sete dias de descanso.

A utilização das pílulas reduzem as cólicas, regularizam as menstruações e protegem contra algumas doenças ginecológicas, incluindo alguns tipos de câncer. Mas é preciso muita disciplina e constância no uso.

Mulheres que não devem usar a pílula:
    * tem mais de 40 anos;
    * é fumante e tem mais de 35 anos;
    * suspeita ou está grávida;
    * tem menos de 40 dias pós-parto;
    * possui alguma anormalidade no exame ginecológico;'
    * tem sangramento vaginal entre as menstruações;
    * tem ou já teve hipertensão, diabetes, hepatite, cardiopatia, câncer, varizes (as pílulas podem aumentar), derrame cerebral, infarto, angina, glaucoma, pneumonia crônica, doença do fígado, obesidade, enxaqueca. 

O uso das pílulas podem vir a causar náuseas, mal estar gástrico, mudança de peso, dor de cabeça, tontura, diminuição das menstruações, acne, dor mamaria, sangramento entre as menstruações, irritabilidade, 'alterações emocionais ou da libido. A pílula pode ter efeito diminuído se a mulher tem diarréia ou se usa outros remédios como por exemplo calmantes.

IMPORTANTE:

ESQUECEU DE TOMAR UM DIA:
    deve-se tomar no dia seguinte e continuar a cartela, portanto nesse dia a mulher tomará dois comprimidos. 
ESQUECEU DE TOMAR DOIS DIAS:
    jogar a cartela fora, esperar a menstruação e recomeçar a tomar no quinto dia da menstruação. Enquanto a menstruação não vem, deve-se utilizar métodos de barreira (camisinha, por exemplo). 
PROCURAR O MÉDICO:
    caso tenha sangramento entre as menstruações por mais de dez dias, pois um pequeno sangramento é comum nos primeiros meses de uso com pílulas de baixa dosagem. 

EFICÁCIA: com uso correto, o fracasso varia entre 0,1 a 3%

Fonte: oceventos

13 fevereiro, 2015

Métodos Anticoncepcionais - Método de Billings ou da ovulação

Este método é semelhante ao da temperatura corporal basal (ver abaixo), mas neste caso são observadas as alterações do muco cervical.

Na época da ovulação, o muco aumenta de quantidade, e consequentemente há uma umidificação e lubrificação da vagina, que se torna mais escorregadia, possibilitando sua distensão sem ruptura. O muco se torna menos espesso, com consistência de clara de ovo.

A consistência do muco, após a ovulação, fica mais espessa, devido à ação da progesterona. Irá, também, diminuir a quantidade de muco.
A mulher irá observar a quantidade de umidade nos pequenos lábios e na vagina, vendo a distensão do muco entre dois dedos.
Após observar durante um ciclo (ou mais) a mulher começará a diferenciar os tipos de muco e, assim, conseguirá definir a fase fértil e a fase proliferativa. A abstinência é necessária durante o primeiro ciclo inteiro, que é quando a mulher está conhecendo os diferentes tipos de muco. Quando a mulher é capaz de identificar os diferentes tipos de muco e a época da ovulação, deve-se evitar relações sexuais durante o período fértil de cada ciclo (três dias após o dia do pico, quando o muco atinge a sua distensão máxima) e nos dias alternados na fase proliferativa.

Método do muco cervical ou método de Billings


Temperatura corporal basal
A base deste método é um gráfico da temperatura que mostra o dia da ovulação e consequentemente o período seguro.
A temperatura (de preferência, retal ou vaginal, deixando-se o termômetro no local pelo menos 5 minutos) deve ser tomada logo de manhã, antes de qualquer atividade. Uma queda na temperatura ocorre 24-36h após a ovulação; um aumento de cerca de 0,5 graus Celsius ocorre um-dois dias após a ovulação e continua por todo o restante do ciclo. O terceiro dia após o aumento marca o final do período fértil (BENSON, 1976). Porém, a elevação da temperatura pode ser também devido a doença, distúrbio emocional.

O método da temperatura basal não é capaz de prever a ovulação, mas mostra qual é o período seguro, através do aumento da temperatura.
Para evitar a concepção, a mulher deve se abster de relações sexuais, por três dias consecutivos em que veja que a temperatura está elevada

Fonte: oceventos

Decorando com estilo - ventilador


Receitas com folhas de cenoura - Bolinho frito

Bolinho de Folhas de Cenoura 2 (fogão)

Ingredientes
2 xícaras de farinha de trigo com fermento
2 ovos
Sal a gosto
1/2 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de folhas de cenoura picadinhas (pode ser substituída por folhas de beterraba, couve, agrião,alface e brócolis todos picadinhos)
Linguicinha defumada a gosto picada em rodelas
Óleo para fritar

Modo de preparo
Em uma tigela acrescente a farinha de trigo, os ovos e o leite misture bem, após, acrescente o sal e as folhas picadinhas e misture bem
Coloque óleo na frigideira para fritar

Quando o óleo estiver quente baixe o fogo e com uma colher (sopa) tire a massa e coloque 1 rodelinha da liguincinha para que fique bem dentro da massa, e leve para fritar, quando estiver bem douradinho de ambos os lados escorra em papel toalha, e sirva como acompanhamento ou petisco.

Fontes: tudogostoso
           

12 fevereiro, 2015

Métodos Anticoncepcionais - Tabelinha


A tabelinha é conhecida também como método do calendário, pois a mulher de acordo com o histórico de suas menstruações,identifica o seu período fértil através do calendário. Sabendo-se disso, o casal, que quer evitar um gravidez, consegue saber quando não devem manter relações sexuais.

MÉTODO
1. a mulher deve anotar num calendário a data em que começa e termina a menstruação.
2. contar o primeiro dia da menstruação (1.o dia do ciclo) até o dia que antecede a próxima menstruação (último dia do ciclo). Isso é o chamado "Ciclo Menstrual".
3. para saber qual é o período fértil:
* subtrair 18 do ciclo mais curto - obtém-se o início do período fértil;
* subtrair 11 do ciclo mais longo - obtém-se o fim do período fértil;

Exemplo:
* Ciclo mais curto: 26 - 18 = 8
* Ciclo mais longo: 35 - 11 = 24

Utilizando-se desse exemplo, o período fértil da mulher é o do dia 08 ao 24 de cada ciclo. Portanto se não quiser engravidar, a mulher não deve ter relações neste período.

As desvantagens de se usar a tabelinha é que é preciso muita disciplina, além de precisar anotar seis meses das menstruações antes de começar a usar a tabelinha. Outra questão é que a mulher tem que ficar muito tempo sem manter relações.

Existe mulheres que não devem usar a tabelinha como método anticoncepcional:
* as que tem ciclos irregulares;
* que estão amamentando;
* quem precisa de alta eficácia anticoncepcional por motivos de saúde;
* se a diferença entre o ciclo mais curto e o mais longo for de 10 dias ou mais.

EFICÁCIA: as falhas no método variam entre 14 a 47%.

Fonte: oceventos

11 fevereiro, 2015

Métodos Anticoncepcionais - Espermicida


Espermicidas são produtos químicos em formas de geléia, cremes, espumas e óvulos que se colocam na vagina. Eles matam ou deixam sem ação os espermatozóides, impedindo a entrada deles no colo do útero. Agindo assim evitam a gravidez e também protegem contra algumas doenças ginecológicas, como infecções vaginais.

A utilização dos espermicidas, além de necessitarem de disciplina no uso é mais eficaz quando utilizado com a camisinha ou o diafragma.

Eles devem ser colocados antes de cada relação e podem chegar a interferir na relação por causa da mudança de cheiro ou umidade. É preciso cuidado, pois podem causar irritação na vagina ou no pênis.

Para cada tipo de espermicida há uma utilização diferente:

    * COMPRIMIDOS E ÓVULOS: devem ser colocados na vagina 15 minutos antes do início da relação.
    * GELÉIAS, CREME E ESPUMA: precisam de menos ou nenhum tempo de espera. 

IMPORTANTE: devem ser colocados antes de cada relação sexual.

Usar os espermicidas não é aconselhado para mulheres que tem alergia ao espermicida, que não quer mais filhos e que não podem ficar grávida por motivos de saúde.

Fonte: oceventos

Idéias criativas e funcionais - porta-aneis


10 fevereiro, 2015

Métodos Anticoncepcionais - Camisinha

Masculina: 
Camisinha, condom ou preservativo é uma capa de borracha, muito fina, utilizada pelo homem. Ela funciona impedindo que os espermatozóides subam através do colo do útero.
A camisinha deve ser desenrolada no pênis ereto antes de qualquer contato com a vagina. É preciso retirá-la imediatamente após a ejaculação, segurando as bordas para impedir que os espermatozóides entrem em contato com a vagina.
É preciso usar uma camisinha nova a cada relação.
Somente homens que têm problemas na uretra (epispádia e hipospádia) não devem usá-la. A camisinha pode causar alergia e irritação vaginal. O preservativo protege contra doenças no colo do útero, não faz mal à saúde, pode ser comprada em farmácias e o mais importante: protege contra doenças sexualmente transmissíveis, inclusive a Aids.
EFICÁCIA: o fracasso varia entre 03 a 12%
   
Feminina:
É uma bolsa de plástico fino, transparente, macio e resistente, com dois anéis, sendo um preso na borda e o outro móvel (que não deve ser removido) dentro da bolsa.
A taxa de falha varia de 5 a 21%, ou seja, de cada 100 (cem) mulheres, que usam a camisinha feminina durante o período de 1 (um) ano, de 5 (cinco) a 21 (vinte e um) podem engravidar.
A camisinha feminina impede o contato da órgão genital feminino com o órgão genital masculino nas relações sexuais genitais, impedindo assim que os espermatózoides entrem em contato com a órgão genital feminino. Ela também impede a troca de secreções nas relações sexuais, genital (órgão genital feminino e órgão genital masculino) e oral (órgão genital feminino boca), prevenindo também as DST/HIV-Aids.

Fonte: oceventos

Doritos caseiro

Ingredientes
4 ovos
1/2 xícara de chá de água
3 envelopes de tempero em pó vermelho
2 colheres de chá de sal
4 xícaras de chá de farinha de trigo
4 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
Óleo para fritar
Tempero em pó vermelho para polvilhar
Instruções

Modo de fazer
Numa batedeira coloque os ovos, água, tempero em pó vermelho, sal e 2 xícaras de chá de farinha de trigo (reserve as outras 2 xícaras) e bata bem.
Numa superfície faça um monte com 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo e coloque a massa da batedeira. 
Sove bem incorporando a farinha até que a massa desgrude das mãos e mantenha a textura mole e úmida.
Coloque dentro de um saco plástico e deixe descansar por 10 minutos.
Reparta a massa em 4 partes. 
Em uma superfície lisa, polvilhe aos poucos o restante da farinha enquanto abre cada parte da massa bem fino.
Com uma faca afiada ou cortador, corte pequenos triângulos de cada massa aberta.
Frite em óleo quente até dourar.
Escorra em papel toalha e polvilhe um pouco de tempero em pó vermelho e misture delicadamente.

Porções: 1 kg.
Tempo de Preparo: 50 minutos
Tempo de Cozimento: 30 minutos
Dica: Quanto mais fina a massa for aberta, mais crocante o salgadinho vai ficar.
Fonte: oceventos

09 fevereiro, 2015

Maravilhosas maneiras de uso para Bandeja de Gelo

Cheesecake Aperitivo cobertos com Chocolate


A maneira de fazer está neste site em ingles, mas pela foto já dá para ter uma ideia.


Congelar Ervas com Azeite para uso Futuro

Para quem gosta de temperar com ervas, tipo sálvia, alecrim, orégano, etc., é só distribuir numa bandeja de gelo (sem mistura-las), jogar azeite em cima e congelar. 


Morango com Chocolate Aperitivo

Olha aí mais uma idéia para docinhos, bem fácil esse.
Derreta uma barra de chocolate, coloque os morangos, congele e pronto!


Papinha de Bebê

Faça a comidinha do bebê e congele. Na hora de usar é só descongelar apenas o necessário. Para quem não tem quem ajude é uma mão na roda.


Congelando Molho Pesto ou de Tomate para uso Futuro

Faça seu molho pesto ou de tomate super saudável e congele. Use em tudo que sua imaginação quiser. 


Iogurte Aperitivo com Banana

Uma idéia muito boa para seu café da manhã. Congele iogurte numa bandeja e bananas picadas em outra. Ao acordar, bata no liquidificador, 4 cubos do iogurte e 3 de banana, se quiser pode acrescentar outras frutas ou cereais. Vai te alimentar e fazer muito bem para seu corpinho.


Raspadinha de Vinho

Congele o vinho branco depois bata com suco de laranja, mas não muito, para que se mantenha o gelo, então coloque uma fruta para decorar. Excelente drink para servir em casa numa noite de verão… ou primavera… ou outono…


Chocolate em Pedras para misturar no Leite

Misture no leite ou coma o chocolate puro mesmo.


Drinks e Vinho gelado sem aguar

Mais uma boa pedida para o verão. Coloque o vinho ou seus drinks favoritos na bandeja de gelo, depois que congelar servir com a própria bebida, não ficará aguado e sem sabor. Uma outra dica para o Vinho gelado é usar uvas congeladas, além de gelar, é super chique!


Suco de Frutas Congelado para Água com Gás

Congele suco de limão e faça sua limonada com água gaseificada, pode até adicionar morango, ou outro suco que preferir.



Forminha para Cookies Aperitivo

Excelente para solteiros. Quando fizer uma receita de biscoito e não quiser assar tudo, coloque a massa nas bandejas de gelo e congele as que não usar, quando quiser algo doce é só pegar quantos achar que sua fome pede e assar.


Conservar Caldos para uso Futuro

Faça caldo de legumes, carne ou galinha e congele. Quando for cozinhar é só descongelar o necessário.


Cubos de Melancia

Olha que boa idéia, nós solteiros nunca vamos devorar sequer meia melancia, que acaba por estragar. Então está aqui a solução para nossos problemas. Faça um purê da melancia, tire as sementinhas e congele. Dizem que fica uma delicia usar esses cubinhos em uma limonada, super refrescante e colorido!


Cubos de Leite Congelado

O leite de coco que sobrou na garrafinha ou mesmo o leite comum pode ser congelado para não estragar.


Organizador

Ótimo para organizar aquela gaveta que tem de tudo e tá uma verdadeira zona. Só colocar uma ou duas forminhas lá dentro e guardar as coisinhas pequenas dentro, como alfinetes, botões, clipes e um monte de porcaria que adoramos acumular.


Lembrando que, depois de congelados, desenforme e guarde em sacos para freezer ou recipientes fechados.

Fonte: sossolteiros
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...